Fale Conosco

MELHOR DO GÓSPEL

Louvores e Adoração 2023 – As Melhores Músicas Gospel Mais Tocadas 2023 Parte 42 #hinoevangélico2023

Músicas

Louvores e Adoração 2023 – As Melhores Músicas Gospel Mais Tocadas 2023 Parte 42 #hinoevangélico2023

Louvores e Adoração 2023 – As Melhores Músicas Gospel Mais Tocadas 2023 Parte 42 #hinoevangélico2023

Harpa Cristã,Kemilly Santos, Davi Sacer, Damares, Luma Elpidio, Min.Zoe, Isaias Saad, Gabriela Rocha, Pr. Lucas, Anderson Freire, Aline Barros, Livres para Adorar, Bruna Karla, Fernandinho, gospel, gospel 2023, músicas gospel, músicas gospel 2023, melhores músicas gospel , melhores músicas gospel 2023, As Melhores Musicas Gospel, As Melhores Musicas Gospel 2023, Musicas Gospel Mais Tocadas, Musicas Gospel Mais Tocadas 2023, As Melhores Musicas Gospel, As Melhores Musicas Gospel 2023, Músicas Gospel General, Top Musicas Gospel, Top Musicas Gospel 2023, Louvores e Adoração 2023, Louvores e Adoração, Louvores, Louvores 2023, Adoração, Adoração 2013, Hinos, Hinos 2013, Hinos Gospel, Hinos Gospel 2023, Louvores de Adoração, Louvores de Adoração 2013, Musica Gospel, Musica Gospel 2023, Hinos Evangélicos, Hinos Evangélicos 2019,aecio santos, gospel 2023,adoração 2023,louvores 2023,gospel 2023,louvores 2023,adoração 2023,hinos 2023,musicas gospel 2023

Artigos Nesta Descrição Fonte Wikipedia

Louvor significa estar prestando homenagem a alguém ou a algo, seja humano ou Deus. O louvor é feito de maneiras diferentes, dependendo da religião ou dos costumes do adorador. Pode ser oferendas, músicas ou danças; o adorador faz isso em um ato de gratidão a Deus.

Louvor no Antigo Testamento
O Antigo Testamento contém um livro, Salmos, que é uma coleção de canções de louvor e adoração. [1]

Louvor no Novo Testamento
No Novo Testamento, o louvor não é mais atribuído a um local ou horário, ou a um ritual específico. O adorador deve ser alguém que louva a Deus em espírito e em verdade. [2] [3]

Música cristã
Depois de instituir a Última Ceia, Jesus cantou hinos com os apóstolos. [4] Na Primeira Epístola aos Coríntios, Paulo também incentiva os crentes a “cantarem a Deus” durante suas reuniões.[5] Assim, a palavra “louvor” também é associada a um estilo de música e oração que descreve as músicas usadas para louvar e adorar Deus em diferentes igrejas cristãs.

Música gospel (do inglês gospel; em português, “evangelho”)[1] é um tipo de música composto para expressar a crença, individual ou comunitária, predominantemente cristã.

A música gospel é escrita e executada por muitos motivos com motivo religioso ou até cerimonial, ou como um produto de entretenimento para o mercado comercial. No entanto, o tema obrigatoriamente abordado na música gospel é o louvor, adoração ou graças a Deus.

Etimologia da palavra gospel
Em inglês, “gospel”, derivada do inglês “God-spell” que significa Deus soletra, e as pessoas fazem alusão por algum motivo sem ser mencionado como ao Evangelho bíblico que nos narra as “boas novas ao mundo”. A vinda de Cristo ao Mundo —, pelos livros dos Evangelhos Canônicos de Mateus, Marcos, Lucas e João. Uma tradução literária da palavra grega, euangelion para o Inglês eu- “good”, -angelion “message”, que significa em Português, boa mensagem”. Originalmente, no grego Clássico, angelion referia-se a gorjeta que se dava ao mensageiro que entregava uma (eu = boa) mensagem (“o antigo correio”), mas já dos anos de Cristo a palavra se cunhou no significado de “mensagem”. A palavra grega, euangelion é também a fonte do termo “evangelista”. Os autores dos Evangelhos Canônicos Cristão são conhecidos como os evangelistas. Geralmente, nos Estados Unidos, o termo gospel é uma referência a trabalhos do gênero de literatura cristã antiga.[2]

Antes do primeiro evangelho ser escrito (Marcos, c65-70 DC),[3] Paulo, o Apóstolo, usou o termo euangelion quando ele lembrou ao povo da Igreja de Corrinto: …o evangelho que vos anunciei … (I Coríntios 15:1).[4] Paulo asseverou que eles estavam sendo salvos pelo Evangelho, e ele caracterizou nos termos mais simples, enfatizando a aparição de Cristo após a Sua Ressurreição (15:3-8).[4]

O uso extensivo mais cedo de “euangelion” (gospel) para indicar um gênero específico de escrever datas ao Século II: o bispo Justino Mártir, por volta do ano 155 dC, em “1 Apologia LXVI,” escreveu:
“… os Apóstolos, nas suas memórias escritas por eles, a qual são chamada de Evangelhos.”[5]

Na Introdução ao Velho Testamento de Henry Barclay Swete, páginas 456[6]-457,[7] diz:
“Euangelion no LXX ocorre somente no plural, e talvez somente no sentido clássico de uma recompensa pelas boas notícias” (II Sam. 4:10; 18:20; 18:22; 18:25-27[8] e II Reis 7:9.[9] No Novo Testamento o termo aparece apropriadamente as circunstâncias das boas novas Messiânica (Marcos 1:1; 1:14),[10] provavelmente derivando este novo significado do uso Euangelion em Isa. 40:9; 52:7; 60:6 e 61:1.[11]

No Novo Testamento, o “evangelho” significava a proclamação do poder da salvação de Deus através de Jesus de Nazareth, ou da mensagem do Ágape proclamada por Jesus de Nazare. Este é o uso no Novo Testamento original (por exemplo: Marcos 1:14-15[10] ou I Coríntios 15:1-9 A palavra ainda é usada neste sentido.

Clique Para Comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook

To Top